Garota de 16 anos é assassinada a tiros na Jatiúca

garota
A polícia ainda investiga as motivações de um crime ocorrido na noite desta sexta-feira (11), no bairro nobre de Jatiúca. Uma garota de apenas 16 anos foi executada a tiros na Rua São Francisco de Assis. A menina, identificada apenas como Lívia, morava no Sítio São Jorge.

Curiosos que estavam na cena do crime relataram que a menor era usuária de drogas e que sua morte pode ter sido motivada por uma dívida ou ‘acerto de contas’ com integrantes do tráfico.

A Polícia Civil ainda não definiu uma linha de investigação no caso de Lívia, mas nenhuma hipótese deve ser descartada. A jovem tem, inclusive, uma tatuagem de palhaço que no mundo do crime significa que o tatuado tem envolvimento com assassinatos contra policiais.

Os projéteis perfuraram o pescoço, uma das pernas e também as costas da adolescente que deu a luz há pouco mais de quatro meses.

Jacintinho
De modo semelhante, na madrugada desta sexta-feira (11), três homens foram mortos a tiros na Grota do Rafael, no Jacintinho. O governador Renan Filho (PMDB) chegou a falar em entrevista que o triplo seria uma retaliação de uma facção criminosa contrária à das vítimas.

Outro crime
Ainda ontem, um jovem identificado como Luan Lopes Santos, de 20 anos, e conhecido como ‘Luan da Mancha’ foi assassinado a tiros no Conjunto Cleto Marques Luz, situado no bairro do Tabuleiro do Martins. Pelo menos sete projéteis acertaram Luan que morreu com tiros nas costas, glúteo, ombro, tórax e cabeça. Também neste caso, a polícia não tem detalhes que levem à autoria do crime ou suas motivações.

Nos dois assassinatos, peritos de IC e funcionários do IML foram acionados para procedimentos cabíveis.
Alagoas 24 Horas