Alagoano está entre os jovens mais promissores do Brasil segundo a revista Forbes

ronaldo-tenorio

O empreendedor social Ronaldo Tenório, 30 anos, criador do aplicativo Hand Talk, é um dos jovens mais promissores do Brasil abaixo dos 30 anos.

O alagoano recebeu o título da revista econômica “Forbes”, que divulgou nesta quinta-feira (4) sua lista anual.

Forbes é uma revista de negócios e economia americana. Propriedade de Forbes, Inc. e de publicação quinzenal, a revista apresenta artigos e reportagens originais sobre finanças, indústria, investimento e marketing. Apesar de não ser seu foco principal, Forbes também publica matérias relacionadas a tecnologia, comunicações, ciência e direito. Também é conhecida por suas listas, principalmente nas quais faz um ranking das pessoas mais ricas dos Estados Unidos (conhecida como Forbes 400) e do mundo, além de outras como das celebridades mais bem-pagas e das mulheres mais poderosas. Com sede na cidade de Nova Iorque, foi fundada em 1917 pelo jornalista escocês B. C. Forbes.

Ao lado dos amigos Thadeu Luz, arquiteto, e Carlos Wanderlan, programador, Tenório, que é publicitário, fundou a empresa social que leva o nome do aplicativo.

O Hand Talk é um software que traduz o português oral e escrito para Libras (Língua Brasileira de Sinais) de modo on-line.

“É um reconhecimento de um trabalho de mais de três anos com a Hand Talk”, diz Tenório, que antes de se envolver com tecnologia já chegou ser músico e tocar bateria.

A tecnologia levou os três amigos a vencerem o Prêmio Empreendedor Social de Futuro, realizado pela Folha, em 2013, e a entrarem para a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.

O software é gratuito e favorece a inclusão de surdos em práticas sociais e em contextos antes inacessíveis

“Estar em uma lista como essas, por conta da Hand Talk, ajuda a disseminar os negócios sociais no Brasil. Uma vez que estamos fazendo algo que está causando impacto, deixando um legado, incentiva outras pessoas a criarem algo novo”, afirma.

A estratégia da empresa é gerar renda a partir de serviços de acessibilidade para empresas, como tradução de sites e apoio na acessibilidade para surdos em eventos.

O funcionamento do app é simples: o usuário digita até 140 caracteres ou fala algo no microfone do celular. Hugo, personagem símbolo do aplicativo, com suas mãos grandes e braços compridos, reformula o recado na língua de sinais.

Pela criação da tecnologia, o trio recebeu em 2013 o prêmio de melhor aplicativo social do mundo pela ONU (Organização das Nações Unidas).

O próximo passo dos alagoanos é levar a tecnologia para outros países e, consequentemente, outras línguas de sinais. “Queremos causar o mesmo impacto em outros países que ainda não têm uma tecnologia como a nossa”, diz.

Ao lado de Tenório, também figuram na lista da “Forbes” o surfista Adriano de Souza (Mineirinho), a atriz Bruna Marquezine, o piloto da Fórmula 1 Felipe Nasr e o jogador de futebol Gabriel Barbosa, o Gabigol, entre outros.