Cara de Pau: Suspeito é preso na delegacia usando celular rastreado pelo capitão Rodrigues

Homem prestava depoimento com o celular nas mãos, quando a vítima o reconheceu e identificou o aparelho

csm_capitao_rodrigo_rodrigues_02_5ce7d7288d

Um homem que mora em frente a Agnaldo Lopes Vasconcelos, acusado de atirar no capitão da PM Rodrigo Moreira Rodrigues, 32 anos, no último sábado, foi preso na noite dessa quinta-feira (14) ao prestar depoimento na sede da Delegacia de Especial de Investigação e Captura (Deic), em Maceió.

José Romão da Silva Júnior, morador do Jardim Petrópolis 2, estava com o celular roubado, que levou a guarnição da Radiopatrulha liderada pelo capitão Rodrigo até um condomínio de luxo, no bairro de Santa Amélia, onde ocorreu a troca de tiros que vitimou o militar.

De acordo com o dono do celular roubado, ele foi convocado ontem para reconhecimento durante o depoimento de José Romão. “Quando o vi, reconheci logo que era ele e avisei os agentes”, disse durante entrevista ao TNH1.

“O mais inacreditável foi ele ir prestar depoimento com o meu celular, usando como se fosse dele”, comentou a vítima. “Ele já foi preso por roubo de celular em Alagoas e estava aguardando o julgamento em liberdade, previsto para acontecer no próximo mês”, contou.

Ao ser questionado pela polícia sobre o aparelho, Romão disse que teria comprado o celular na conhecida “Feira do Rato”, e negou o roubo, mesmo tendo sido reconhecido.

TNH1